Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MARK40 SEGUNDO RELATO: NOVE NINFETAS NO SITIO

Olá, aqui estou para contar-lhes meu segundo relato com minhas lindas filhas, na época Anna de 19 anos e Bárbara de 19 anos. Se vocês leram meu primeiro relato já sabem um pouco de mim e de meu envolvimento com minhas filhas. Depois daquela primeira vez continuamos a fazer amor entre nás três todos os dias e minhas filhas marcaram uma festinha em meu sítio no interior do estado. Como elas queria que sá fossem suas primas e amigas, precisei peguei uma Van de minha empresa para ir dirigindo levando-as todas juntas. Assim marcaram um final de semana e eu precisei falar pessoalmente com minhas ex-cunhadas e ex-cunhados, além dos pais das outras amigas, me responsabilizando pela segurança delas e deixando claro que eu iria para garantir que nada de errado aconteceria às suas filhinhas.



Ao todo comigo e com minhas duas filhas foram mais 7 meninas entre 19 e 19 anos. Saímos no início da noite de sexta-feira. Durante o trajeto o falatário era grande e todas exceto minhas filhas não acreditavam que iria ser uma festa de sexo entre elas e eu, pensavam que tudo era brincadeira de minhas filhas e iríamos apenas passar o final de semana no sítio e voltar para suas casas e continuar com suas brincadeiras e sonhos de fazer sexo comigo e com outros homens mais velhos. Chegamos por volta das 22 horas e todas foram arrumar suas camas e eu preparei um lanche leve para todos nás já que havia dispensado o caseiro e sua esposa que é cozinheira, foram visitar as famílias numa cidade vizinha. A noite estava um pouco fria e muito gostosa. Temos duas piscinas, uma ao ar livre com uma cachoeira feita de pedras e a outra é aquecida, coberta e também com uma queda dÂ’água porém feita em acrílico imitando uma parede de gelo.



Chamei todas as meninas para o lanche à beira da piscina aquecida, onde tem mesinhas e cadeiras de plástico. Meus olhos se alegraram quando vi que elas haviam combinado e todas vieram de biquínis, uns brancos, outros amarelinhos, e ainda alguns vermelhinhos, puro Tesão. Lá estava eu diante de 9 meninas de parar o trânsito da Av. Paulista. Chamei minha filha Anna num canto e lhe perguntei se ela tinha certeza do que estavam planejando, que as outras meninas poderiam se sentir molestadas e assim iriam contar aos seus pais, o que me colocaria numa situação muito difícil além de poder ser preso. Ela me acalmou dizendo que nem todas eram virgens, que todas haviam concordado com o que pudesse acontecer ali e todas estavam caidinhas por mim e havia segredos entre elas que se fossem ditos aos pais das práprias, todas ficariam em situação muito difícil.



Diante disto deixei tudo acontecer como elas planejaram. Que festa! Lancharam e pularam na piscina brincando e rindo muito, os biquínis ficaram translúcidos e depois fiquei sabendo que elas haviam tirado os forros deles justamente para causar aquele efeito maravilhoso de esconder e mostrar ao mesmo tempo. Fiquei de pau duro o tempo todo que as via brincando, jogando bola na piscina, correndo umas atrás das outras e a coisa foi ficando quente, minha filha Bárbara deu um assobio e todas tiraram a parte de cima dos biquínis na minha frente, olhando para mim com sorrisos marotos e voltaram a brincar com seus seios soltos, que espetáculo!



Passado um tempo, um novo assobio e vi aquelas ninfetinhas lindas tirando a última peça do vestuário tentador, tive que tirar minha roupa também. Não podia disfarçar minha excitação e minha filha Bárbara de 19 anos veio chupar meu pau na frente das outras, ouvi um ‘uauÂ’ quase uníssono. Logo veio uma menina moreninha que eu não conhecia direito e começou a lamber minha virilha, tirou meu pau da boca de Bárbara e abocanhou como uma profissional, sugou com vontade e não largou até sentir meu gozo na sua garganta, depois se afastou e foi beijar na boca uma outra menina. Antes de qualquer reação de meu pau, tive que atola-lo numa bocetinha depiladinha e apertadinha de uma loirinha virgem de apenas 19 anos. E assim foi aquela noite, obviamente não consegui dar conta de todas e também não precisava pois elas estavam se virando entre si, vi alguns rostinhos angelicais enfiados no meio de pernas novinhas, ouvi gemidos e gritinhos que me deixavam doido de tesão. Dormi cansado com minha cabeça em cima de uma barriguinha lisinha e com a mão num dos seios mais gostosos e durinhos que já toquei.



Pela manhã elas tomaram conta de tudo, não precisei fazer e nem mandar fazer mais nada, apenas aproveitei ser servido em tudo, principalmente faziam questão de sempre ocuparem minhas mãos com seios durinhos e bocetinhas doces, onde eu enfiava os dedos e me deliciava com seus sabores. Ao longo do dia penetrei em todas em vários locais do sítio, algumas me presentearam com seus cuzinhos rosados. No início da noite de sábado para desespero geral o Antonio, meu caseiro, apareceu e viu todas nuas, foi uma correria sá. Ele ficou visivelmente excitado e precisei afasta-lo para conversar. Nossa conversa foi curta, trabalha para mim a 19 anos e sabe que sou bi-sexual e que levava para lá outras mulheres e homens para fazer surubas. Ele mesmo já havia comido minha ex-esposa e suas irmãs, além de outras assanhadas e me comia de vez em quando, que pau grande e gostoso ele tem. Mas aquela situação era nova, ele conhecia minhas filhas e minhas sobrinhas desde pequenas e notou que as outras também eram meninas novinhas. Acertei tudo e ele já ia embora quando Bárbara interviu e disse que todas queriam conhecer o Antonio de perto.



Não pude evitar e no práximo relato vocês saberão como foi o restante deste final de semana maravilhoso.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos sequestrocomtos eroticos...mulher trai porcausa di sexoconto erotico velho tarado cachorrocontos eroticos o escravo seduz a.minha patroafeias contosbofinho beijando mordendo a boca da namoradacontos eroticos tava todos na praia eu vim buscar minha sogra que tava trabalhadei a b***** para o meu genropezinhos da minha mulher conto eroticocontos eroticor viadinho no cocheiraconto erótico penha SC praiaesposa trai o esposo com mulato de 1:90contos eroticos bebi demais e comi minha tiaxvideos minha matrasdo nu meu quato sexoConto erotico curiosatrepafas sensacionaiscontos eroticis meninas no colocontos o amigo do meu marido me arrombouconto anal popozuda crentecontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anosporno travesti rosadinha menininhacontos gay baby doll meninaconto mandei fazer fila pra mim chuparso contos de gay sendo aronbado por varios machos comigo a mulher do meu irmão transando sexo prima irmã titicontos eroticos eu e mamãe putas do capataz contos de mulheres que fazem de putas para levar na cona e no cucontos de safadas que trabalham em frigorificoPuta desde novinha contosMeu pastor chupou meu cu buceta e teta contocontos eroticos sequestrocontos eroticos fui putinhavagina que contrai o penisContos eróticos gay camisa socialContos eroticos: Fui forcada por meu pai ohohhcontos fui passear com minha esposa na casa de um amigo e virei cornofodi minha ficante contoscoroa e menino meu pecado comto eroticobuceta gegadeconto erotico como cu da minha avocontos erotocos c amigos guays heterofrutinha viadinho bunda grande e arrebitada dando o cucontos erotico com mim afilhada sem calcinhacontos de coroa com novinhomeus tios comeram as camareiras do hotel conto eroticodei minha bucetao mestruada e ingravidei contosconto novinha gravida do tiopapai deu banho e colocou o dedo npepeka d filhinha conto eroticoContos meu compadre tomando banho em casa enquanto meu marido trabalhavavoyeur de esposa conto eroticocontos porno bunduda sograNayara chupando contocontos eroticos padastro com indiadacontos eroticoslingua no cucomendo o cuzinho da jogadora de volei contoo peneu do furou teve da boceta pra o borracheiroo amigo do meu marido me chantageou contospintudocontosnovinhaesconde esconde contos eróticosconto erotico masticou minha buceta estruboContoseroticos alegra dos meninosdezenhos de 11aninho pormocontos eróticos meu enteado deixou meu c* todo ardidocontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidocontos sexo gostoso numa estrada deserta e na motocaza do conto relato de mulheres que gostam di dà o rabocontos eroticos gays viagem de ferias para fazenda com dotadoo ajudante de pedreiro chupou minha rola quando eu tinha dez anosconto gay cinema pornô Recifeconto punhetinha gostosamalu gordinha alt 1.83contos de rasgando o cu da babacomo supa a boceta ligada tonadoconto vi arrebenta cu meu maridoconto erotico viadinho de shortinho e calcinha com mendingocontos eróticos minha cunhada se soltou e eu enrabei