Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENCOXANDO NEGUINHA BUNDUDA BAIXINHA NO TREM

Olá. Deixe-me fazer uma breve introdução neste meu primeiro conto.



Durante muitos anos fui Office-Boy e costumava pegar vários ônibus todos os dias. Isso me fez ficar craque na arte das encoxadas por muito tempo.



Infelizmente, esse tempo passou; mas não quer dizer que não continue encoxando ocasionalmente. Trabalho de roupa social todo dia, e costumo utilizar o transporte coletivo em São Paulo por conveniência e por prazer ;)



Outro dia, por exemplo, estava pegando o trem lotado, sem estar muito mal intencionado. Porém, o trem estava realmente lotado, e fiquei na parte que menos atrapalharia quem estivesse entrando: do lado da porta, mas não de frente para ela. Existe um pequeno espaço nesse local, onde estava eu e, do meu lado, uma mulher de jeans e virada de lado e de costas para mim. Eu e ela segurávamos no cano acima de nossas cabeças, e eventualmente ela dava alguns esbarrõezinhos com sua bunda em minha coxa.



Porém, no começo do corredor, quase do meu lado, estava uma neguinha meio gordinha, baixinha, com uma cara de poucos amigos, mas com uma barriguinha deliciosa que dava para ver o umbigo e uma bunda extremamente grande e redonda para sua altura (eu não sou alto, mas ela era mais baixa ainda!).



Fiquei secando demoradamente aquela barriguinha e aquela bundinha deliciosa, mas em nenhum momento saí do meu lugar inicial do trem. As pessoas é que iam passando para o corredor ou saindo dele.



A baixinha neguinha vestia uma pequena blusa aberta e um top, onde conseguia se ver sua barriguinha meio redonda com peitões bem generosos. Do lado de baixo, uma daquelas calças e moleton branca com figuras bem apertada. Uma delícia para encoxar, pois ela sente seu pênis se esfregando, e você sente a bunda dela, que no caso era um pouco mole mas com muita "sustância", do jeito que eu gosto.



Mas não tínhamos encostado um no outro ainda. Um senhor bem mais velho entrou em uma estação e resolveu encostar-se bem atrás da neguinha. Enquanto isso, flertava levemente com a outra mulher e sua bunda dentro do jeans.



Eis que entra mais uma mulher na jogada: uma negra de altura mediana e vestido alaranjado, que vai do ombro aos pés. Ela entra meio apressada naquela algazarra e eu deixo um pequeno espaço para que ela fique do meu lado. Ela vem com uma certa pressão e vai se colocando aos poucos na minha frente. Como eu já estava esfregando minha coxa em sua bunda, não grande, meio mole e que dava para ver o "meinho", ela foi cada vez mais ficando perto de mim, até que na práxima estação, que encheu mais ainda o trem, ela se agarrou no cano, ficando perto dele mas um pouco afastada, e eu fiquei bem atrás dela, já mirando meu pau bem no meio da bundinha dela.



Fique então esfregando e ajeitando meu pau atrás dela. Ele naquele dia estava mais virado pra direita, mas eu endireitei ele com uma mão e deixei bem de frente para o meio da bunda dela, pois minha posição estava bem "privativa" naquele trem, com ela sá pra mim, que, pelo jeito, estava gostando muito.



Então eu comecei a empurrar levemente para a frente e para trás, pros lados, no ritmo do trem, e ela foi levada junto comigo. Parecia que já estava estocando no meio daquela bunda que encaixada direitinho com minha altura.



Até que tive que dar licença para um monte de gente descer em uma estação intermediária. Isso fez com que eu fosse "espirrado" de volta do lado da negra mediana. Por outro lado, a neguinha baixinha já estava meio irritada com o velho atrás dela e se colocou na frente da negra de laranja, ficando com sua enorme bunda agora do lado do cano, quase onde eu estava.



Daí foi inevitável. Aos poucos parte da polpa de sua enorme bundinha foi se alojando do lado da minha coxa, e pelo jeito era exatamente isso que ela queria, pois estava indo cada vez mais ao meu encontro. Meu pau estava a riste, e ela em uma série de movimentos ajudados pelo trem, e eu, "indefeso" e sendo jogado do lado dela, encostei brevemente, mas deliciosamente, meu pau todo melado em volta de sua bunda reconda e deliciosa, molinha como eu pude constatar dando pequenas apertadas com a coxa.



A grande vantagem dessa vez foi que ela era bem baixinha, de forma que conseguiu passar de baixo do braço da negra de vestido, e se achegou mais perto de mim. Era uma neguinha bem safada, pois fingia que estava irritada com a situação, mas cada vez ia mais perto de mim.



Quando o trem saiu de uma estação e foi para a nossa, me inclinei e virei para o lado da porta. Ela fez a mesma coisa, quase se colocando na minha frente. Mas não foi dessa vez. Já estava extasiado e valeu a experiência, para quem não esperava nada naquele dia.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


Eu e meu macho padrastocontos eróticos de bebados e drogados gaysconto erotico me comeram sem piedadeConto erotico de madurocontos gay cunhado barracacontos gay o drogado me estuprouamigo sex diplomata contocontos o bandido tava na seca e me comeucontos eroticos trai meu marido com meu cheferelatos de corno manso.vacilei o meu amigo comeu a minha mulhercontos eróticos mamãe puta do meu amigoConto erotico mendiga peituda 60 anosMinha filhinha com shortinho muito curtinho ve contosconto sozinho com minha sogracontos gay dando o cu para o cunhadocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos tio negão come o c* da sobrinha Rosanaconto erotico aline bucetinha apertadinhaNeguin caipira comeu gay conto eroticocontos erotico de pai e filhaaregasando a b da nsou puta do meu cachorrocontos eroticos gozei no pau do meu irmaoNovinha Bebi porra do meu amigo contoviuvas de bunda grande que sentou na rola do negao/ contos eoticos reaiscontos erotico meu primeiro emprego fodida e humilhadame exibir muito na balada contosConto porno dotado no vilarejocontos eroticos gay o pastorcontos erotlcos minha esposa solangecontos eroticos crente vizita intima negaocontos eroticos meu marido e o vibradorvideo completo mulher por nome cidinha baixinha gostosa transando ate gosadominado pela conto eroticocontos eroticos tia no casamentoconto gostosa fodeu com homen do gaz contoeroticodonacasacontos pono as pequeninavirei Bruninha na cadeia contos eroticoseu professora conto lesbicametendo devagar na buceta da minha irma dormindo no escuroContos eroticos gang bang com minha familia sequestroSentando no colo. Contos eroticos.conto primeiro boquetecontos eroticos esposas na praiacontos eroticos virei putaconto fiz ele virar gaycontos vi pau enorme cheio de veiasnovinha pauzera trepandoos contos de sexo maois filias safamdasentida da o bucetao para o padrastocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos/flagrei minha prima dando para dois negoesemprestei minha esposa putariaconto erótico bucetas e cu a minha disposiçãocontos eroticos paguei as dividas da minha funcionária noiva rabudacheirada e dando a bunda contosfoto da minha sobrinha pimentinha conto eroticosconto eroticos de velhos pendido pra mama e novinhas e fuderem a bucetas delascontos eróticos mulher bundudaconto erotico com casada manausDesvirginando a sobrinha de 18 anosconto gay o melhor amigo do meu filhoconto erotico feia conto erotico a buceta enorme da minha esposamoramoa no litoral eu e minha esposa e recebemos um primo dela para pasar um fim de semana conoscocontos eroticos das amigas perdidas na cachoeiracontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaPorno loira pega rapaz no carro puhetacontos eroticos eu meu marido minha filha Rafaelacontos de coroa com novinhochupei Pau ee um estranho no ônibus conto eróticos contoseroticos de corno.o padre e minha esposacontos gozando primeira vez orgasmo 19 anoscomo minha esposa aguentou 23cm no rabovoyeur de esposa conto eroticocontos eroticos com tias chamada sarafudedo a tia bombadacasa erótica gato na luzpagamento da terceira parcelacontos abusado virei mulherconto chorei mas aguentei a pica do meu patrasdome casei com uma puta safadaContos erotico de garotinha estupradas.mulheres que estejam dispostas a fazer zoofilia que mora no Rio Grande do Suliniciacao putaria bi conto eroticoTrai meu marido com meu vizinho pauzudo, contos