Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

A CARONA QUE NÃO ESQUEÇO.

É a primeira vez que eu escrevo um conto, essa passagem aconteceu comigo a uns 4 meses.

Eu sou universitário moro no Paraná tenho 19 anos sou alto pele branca cabelo escuro e olhos levemente verdes.

Eu não moro na mesma cidade que meus pais devido a faculdade tive que me mudar, como todos dizem e eu confirmo universitário é quebrado e o dinheiro que meus pais me mandam pra pagar a passagem pra casa deles que fica a uns 200km da cidade onde eu moro eu gasto em festa e coisas do gênero e depois vou pra casa de carona,

Sempre vou 2 vezes por mês para a casa deles e desta vez como uma qualquer peguei minha mochila a placa com o nome da cidade para pedir carona e fui para o trevo,

Eu dificilmente peço carona para caminhoneiro mais como estava começando a ficar tarde eu decidi pedir também pois tinha que ir logo, foi ai que parou uma carreta daquelas bem grande mesmo, eu perguntei pro cara se ele tava indo pro lugar que eu ia mesmo e entrei, agente começou a conversar normalmente as mesmas conversas de todas as carona, onde estuda, o que estuda, onde morava... Essas coisas.

Nisso ele fez um comentário sobre meu curso, (pois faço um curso onde é quase predominante mulheres) ele me disse que tinha feito faculdade já mais quando se formou decidiu não seguir a carreira de enfermagem pois com a carreta ele iria ganhar melhor e tal, mais daí ele começou a mudar o rumo da conversa falando que era complicado pois na sua época de faculdade era muito zoado, pois como sá andava com mulheres o chamavam de gay,(confesso que até tive esse problema mais foi sá no começo) pois tenho namorada e nunca que motivo algum para desconfiar, até porque não sou gay.

Mas daí o cara continuou a falar coisas sobre esses assunto até que me disse que era casado com uma mulher mais era bi, eu fiquei na minha pois a orientação sexual dele pra mim é indiferente, mais foi ai que ele me fez uma pergunta que mexeu comigo,

“você não tem vontade de fazer sexo com um homem?” eu nunca havia feito nada do gênero mais sempre havia fantasiado tanto que muitas vezes quando me masturbava eu introduzia um ou dois dedos no meu anus, mais eu falei pra ele que não que eu era hétero e tal, ele ficou de boa mais continuou falando sobre o assunto, foi ai que um silencio pairou sobre nás e eu em minha cabeça pensando “e agora que, que eu faço, eu sempre tive vontade mais esta é minha chance, mais estava com medo”

Foi ai que tomei coragem mesmo com o coração saindo pela boca de tanto medo, mais continuei foi então que peguei na coxa dele, ele me olhou deu um sorriso de canto e disse “eu vi seus olhos brilharem quando lhe fiz aquela pergunta”

Dae eu comecei a ficar mais tranquilo foi então que ele pegou minha mão e pos sobre o seu pau que estava começando a endurecer fiquei acariciando ele já duro por algum tempo até que ele entrou com a carreta em uma estrada de terra cercada de mata e foi com ela até escondera da rodovia,

Foi ai que ele veio pra cima de mim com todo cuidado pois ele já havia percebido que eu nunca tinha feito aquilo antes, nisso ele veio pra cima de mim e me beijou(o que foi muito estranho pois eu nunca havia sentido a barba de um homem em meu rosto)

Mais continuei pois ali já não havia volta, ele tirou minha roupa e começou a me beijar, até que começou a me chupar, nossa que chupada coisa sem noção mesmo e nisso ele começou a por o dedo no me cú já pra dar uma laciadinha, nossa ele ficou muito tempo fazendo aquilo até que eu gozei e na cara dele ainda, daí ele com a cara cheia de porra começou a me explicar o que eu tinha que fazer pra poder dar o rabo, daí ele me explicou do chuveirinho mais como não tinha chuveiro ali ele pegou uma mangueira e ligou no tonel de água da carreta, daí começamos o processo eu achei muito nojento aquilo ainda mais porque ele tava na minha frente, mais pelo menos eu sai com o rabo limpinho e já um pouco mais laciado, daí eu voltei pra dentro da carreta e ele ficou fazendo aquilo no rabo dele e também lavou o rosto, quando ele voltou pra dentro da cabine ele deitou os banco e abaixou uma cama na cabine fechou todas as cortinas ligou uma musica e pegou uma nécessaire, quando ele abriu eu vi que ele era profissional em pegar garotos na estrada tinha varias camisinhas, lubrificante, um relaxante muscular local, pra passar no cú enfim todo o aparato necessário, foi ai eu ele pediu pra mim chupar o pinto dele, por sorte não era nada muito grande tinha uns 19 ou 16cm menor que o meu que tem 19cm pelo menus, bom fiquei um tempo chupando mais não sabia se estava muito certo não, e ele já havia passado o relaxante muscular no meu cú não tinha tirado os dedos(nessa hora já era dois) dele um sá minuto, foi então que ele pediu pra mim deitar abrir bem as pernas e a bunda e relaxar o Maximo, ele pos a camisinha passou mais lubrificante nela passou no meu cú e foi, foi bem devagar colocando a cabeça eu senti uma dor bem forte quando a cabeça entro e contrai os músculos daí ele tirou colocou o dedo esperou um pouco e pos denovo eu senti a dor novamente mais tentei aguentar um pouco ele colocou um pouco mais que a cabeça e deixou ele parado até meu cú se acostumar, foi ai que ele começou a fazer movimentos de vai e vem e foi colocando cada vez mais, mas sempre sutil até que já tinha passado da metade ai ele começou a ir mais rápido foi então que toda a dor passou e eu comecei a gostar, eu nunca tinha sentido aquilo antes era diferente de tudo, foi ai que ele foi até o final colocou inteiro, ai eu senti um grande desconforto mais logo passou, ai ele começou a meter mesmo eu já não sentia dor então ele mandou ver, fazia entra e sair inteiro com metidas não muito rápido mais todas bem firme, até passou um tempo ele falou que ia gozar perguntou se podia gozar em mim eu no tezão que tava sá disse “goza em mim, lambuza essa putinha cuzuda” nisso ele se empolgou mais ainda e ai que meteu forte mesmo ele urrava a cada entocada e eu gemia, ele tirou puxou a camisinha e começou a bater uma logo já gozou, eu achei que ele ia gozar na minha barriga mais ele veio no meu rosto eu deixei sá fechei a boca, nossa ele gozo muito, nisso ele me viu de pau latejando de duro deu uma toalha pra mim me limpar e ficou de 4 olhou pra mim e disse “e daí vai demora muito?” nisso eu sá peguei uma camisinha ele já foi passando lubrificante e eu já fui colocando fiz como ele fui bem devagar, mais ele já era acostumado não teve problema com dor nisso eu comecei a meter freneticamente pois ainda estava com o tezão de ter sido comido, ele gemia me chamava de pauzudo gostoso gritava me fode, me fode, e rebolava nossa como rebolava, não demorou muito e eu gozei mais gozei muito, enchi as costas dele de porra, ele se limpou com a toalha,

Dae ficamos um tempo sentado agente se vestiu e seguimos viagem,

Mais não demorou muito eu paguei um boquete pra ele, ele dirigindo e eu abaixado treinando como se chupa um pau.

Apás mais algum tempo chegamos ao meu destino me despedi dele com um aperto de mãos desci da carreta e fui embora e ele seguiu viajem.

Fiquei vários dias pensando naquela tarde e foram muitas punhetas com a imagem daquele pau lambusado entrando e saindo do meu rabo.



Mais nunca mais repeti a façanha, não por enquanto né, mais assim que pintar outra oportunidade eu não irei perder e agora com um pouco mais de experiência.



Bom como eu disse esse foi meu primeiro conto, essa historia realmente aconteceu comigo, e espero que vocês gostem.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


conto erótico transformei meu filhinho em mocinha de calcinhacontos eroticos de incesto com filhinho viadinho com a mamãeconto erotico virgem motoristaurso velho peludo gay contosconto um garotinho me fodeu e me surtiu me fez de putamadame safada e o porteiro jumento na lua de mel contosconto minha mulher e um cao d rua fodendocaralho meu empurra tudo nu meu cuzinhoconto erótico gay taxista manauscontos deixa tiogostosa da propaganda da Tininhacontos eroticos sequestrocomendo a x******** miudinha da netinha devagarzinhocontos de mulher de 60 anoscontos eroticos linguada no cuContos erotico arrombada brutalmente A BUCETA VIRGEMfoto de sexo conto eroticos da minha sobrinha pimentinha parti 1noras e sogro estorias de sexo riais.contos erotico de gordas vizinhacomtos de sexoconto menininha sentou no meu paucontos eróticos de meninas e meninosNovinha Bebi porra do meu amigo contoconto gay camisolinhacontos eroticos vovô pai e maefoi chantageada pelo meu colega de trabalhode ferias transei com minha irmansinha contos eróticoscontos eróticos rsrsrsconto erotico sofreu no anal com outrocontos eróticos mulher gostosa cuidando de menininhosminha mulher mal caminhava de tanto pau q levou conto eroticoconto erotico comendo a massatorepeutaContos eroticos de safadas casadas q traicontos eroticos de menina adolecente transando com homem maduro e bem dotadoconto erótico meu filho pediu uma espanholacontos de cú de coroa religiosacamiseta sem calcinha. contos de casada.contos devassos meu marido geme para eu chupar seu cuzinhocontos eroticos dormindoconto porno a virgem babicontos erotico mi ha esposa e eu no ci emapedreiro gozou vendo munher lavando roupas/conto eroticoFicaram satisfeio com meu Cuzinhoo despertar de.minha mulher por pretos contospenis entandrocontos novinha sendo estuprada por dois caes garota no cio brincando com cachorrocontos notei que minha namoradacontos reais de casais iniciando no swingconto erotico dopei minha filinhacontos eroticoscasada na massagemIncesto com meu irmao casado eu confessoMinha primeira sirica contos eroticosMeu namorado me comeu com um pepino contoscontos trai meu marido na viajemsocando muinto rapido ate ela gozar tezao monstruoso boa fodaDesde Novinha bebendo porra dos amigos contosContos de Puta que pra ela so dava rolao cavalojussara patifa contoquero ler conto erótico sogro f****** com a noracontos eroticos de enteadascontos eroticos de estrupocontos massagem colegacontos de mulher que fez depilacao para surpreender o maridocontos perdir a virgendade com policialler contos eroticos de casais fudendo dentro de cinemas com outros homenshistoria erotica novinha e o velhoNegao toca punheta olhando minha espozaHetero comeu o gay contoscantos eroticos rasguei a gordinhaSou gay e tranzei com um travest contos eroticoporno gay contos eroticos vendo a bundinha de meu priminho inosente nao aguentei e encojeiporra no prato contoscontos eroticosminha filha me chantageousexo que jamais imaginei contosTrepadas no caminhao cabineContos eróticos de incesto mamae quantas picas gtandes voce quer na bucetona hojecontos gay me depilando e pego no flagrahttp://transei com meu tio na fazenda contos eroticos gayeu so uma muher casada eu dei minha calcinha pro meu cunhado bater uma pensando em mimconto erótico menina piscina Esposa da.a bucetinha pro patrao contoscomendoagatinhada farmáciacalcinha incesto contosconto erotico real a casadinha santinhafeiras que transam muito gostoso com os amiguinhosconto de não aguentei a pica grande no meu curevista em quadrinho de babas eroticasvistorias eroticas de zoofiliacontos eroticos "coisa enorme"